18 de junho de 2010

José Saramago (1922-2010).
Valeu, mestre!

Pensar, pensar

Junho 18, 2010 por Fundação José Saramago
"Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, nao vamos a parte nenhuma." (último post no blog do Saramago).


15 de junho de 2010

CLARÃO

Eu sou didática. Durante muitos anos me pareceu um defeito. Principalmente, por que o senso comum associa o didático ao chato. Mas eu sempre soube ser possível ser didática sem didatismo. Pois agora, saber escrever textos didáticos, ou textos com nuanças didáticas, valorizou meu passe no mercado. Os clientes querem explicar seus produtos e/ou conceitos para o vasto público (que com a internet ficou mais vasto e fluido ainda). Explicar seduzinho é o lance. Conseguir fazer isso bem é o gol.

16 de abril de 2010

TODO DIA

Começo o dia segurando um pano de prato. Missão: enxugar, enxugar qualquer texto que me caia nas mãos.

4 de abril de 2010

PRENDE-TEMPO

Inversões:

. Foi então que a amizade estragou o sexo
. Deus foi criado a imagem e semelhança do humano
. Meus caros inimigos

. Nossa história está presa ao futuro
. É impossível prever o passado
. Até que a vida os separem
. Mergulhemos até a superfície do problema
. Jogar conversa dentro
. Casa de novo pobre.

20 de março de 2010

INSIGHT

No lugar do "ultrapassado" conceito de passar uma mensagem, cresce a ideia de proporcionar uma experiência para o leitor. Muda a pergunta. O redator diante de uma encomenda deve indagar: Que tipo de experiência meu texto está propondo?

16 de março de 2010

1 de março de 2010

DESIGN

Sempre odiei esquemas para redigir. A palavra esqueleto, então, me dava pânico. Até que compreendi que esquema e esqueleto podem ser trocados por uma ferramenta mais eficiente para pensar o pré-texto. Trata-se do desenho. Desenhar o texto é visualizar suas unidades de sentido, mas também suas curvas e intensidades. Por fim, concluí: ter o desenho do texto é meio caminho andado.

21 de fevereiro de 2010

AVALIE

Indicadores para avaliar um texto encomendado:
1. relevância do tema
2. perfil do cliente (cliente-parceiro muito melhor)
3. remuneração
4. o grau de prazer da escrita (baixo/médio/alto).
Dê nota para cada um e tome a decisão.

17 de fevereiro de 2010

NO AR

Antes de mergulhar. Este momentinho, anterior à primeira frase de um texto, é como uma sutil cólica. Na frente, a tela do monitor com o branco incômodo. Mas uma vez escrita a primeira frase, as outras vão aparecendo. A primeira é o imã. A partir disso, um mundo é aberto.

12 de fevereiro de 2010

O QUE VEM ANTES

O brilhante geógrafo Milton Santos (1926-2001) falava da importância da pré-ideia. Pois toda ideia já nasce indicando uma forma (uma formatação do pensamento). Daí é relevante pensar um pouco antes da forma. Reservar um espaço mental para a pré-ideia de um texto fará a redação ganhar qualidade.

5 de fevereiro de 2010

MATURIDADE

Ser uma escritora sem estilo é um ideal máximo. Isso significa ter capacidade de redigir em vários gêneros. Ser uma escritora sem estilo significa a esperança de alcançar razão e coração de qualquer leitor. Para mim, a escrita tem uma função dupla: informar e emocionar.

4 de fevereiro de 2010

Tomás Eloy Martínez

O melhor recado que este argentino-periodista-romancista, morto no 31 de janeiro, deixou para os penas de aluguel foi o seguinte: todo texto tem que ter qualidade. Não importa se é um romance, uma entrevista ou uma simples nota. Tomás Eloy fez literatura e jornalismo com rigor e paixão (um não adianta sem o outro). Atente para suas palavras: "Si cuidas el lenguaje, la ética viene en consonancia, porque la responsabilidad empieza por la herramienta que manejas."

30 de janeiro de 2010

IDEIAS NA VARANDA

Saber a hora de pôr a mente para vagabundear. Nesse momento de respiro, o texto ganha conexões e recombinações que a mente em vigília é incapaz de captar.

28 de janeiro de 2010

GEOTEXTO

Textos se parecem a acidentes geográficos. Há textos montanhas: o assunto vai crescendo até o cume. Há textos vales: lineares do começo ao fim. Também há textos oceanos: revoltos, sacolejantes. Mas os melhores são os textos rios: fluem da nacentes ao mar.

26 de janeiro de 2010

CLIENTES

Os clientes são os donos do conteúdo. Meu trabalho é traduzir este conteúdo para pessoas de carne e osso (pessoas não especialistas nesse conteúdo). Trata-se de uma ação de comunicação, leia-se, ação de tornar comum.